quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Quer se tornar um Endocrinologista?

A Endocrinologia é uma área relativamente nova no Brasil. A primeira Sociedade de Endocrinologia e Metabologia foi fundada em 1950 na cidade do Rio de Janeiro. No entanto sua história advém desde uma escultura que data de 22.000 anos A.C. chamada Vênus de Willendorf que retrata uma mulher obesa, e posteriormente com as descrições de órgãos endócrinos, de suas secreções e disfunções. Era vista como uma especialidade que buscava entender a fisiologia e fisiopatologia das glândulas endócrinas e seus efeitos em órgãos alvos, tratando as doenças hormonais a fim de restabelecer o equilíbrio do organismo. No entanto com o avanço das pesquisas, hoje sua ação se estende para conhecer os efeitos das comunicações intercelulares, os genes, e os efeitos das ligações das proteínas e receptores secundários à sua expressão, a fim de não apenas tratar, mas prevenir as doenças e suas complicações.

                                                                                         
   Fonte: Pixabay

São diversos os sistemas em que esta especialidade atua, como o metabolismo dos macronutrientes, tratando diabetes, dislipidemias, obesidade, hipoglicemias e outras doenças mais raras. Atua nas patologias do sistema reprodutor como alterações do ciclo menstrual, puberdade, fertilidade, menopausa, andropausa, hirsutismo, dentre outros. Atua em alterações do crescimento e desenvolvimento. Em doenças da tireoide que podem acometer até 20% da população em determinada faixa etária, além de distúrbios do metabolismo ósseo, das glândulas supra-renais e hipófise, dentre outras glândulas

Muitas dessas patologias têm caráter crônico com aumento de prevalência ao longo da vida, o que associada a busca por um corpo saudável e a popularização dos cuidados em saúde, geram uma demanda importante nos consultórios de endocrinologia.

O endocrinologista pode trabalhar em consultório ou clínicas, centros laboratoriais, em unidades de internação ou ambulatorial públicas ou particulares, ou se dedicar a docência ou centros pesquisa contribuindo para o desenvolvimento da especialidade.

Para se tornar um endocrinologista são necessários a graduação em Medicina que dura em média 6 anos, dois anos de residência médica em Clínica Médica e dois anos em Endocrinologia. Ou ainda, ter atuação médica durante 8 anos, sendo que destes 4 anos na área de clínica médica, e 4 anos na área de Endocrinologia, e obter o título de especialista perante a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).

Se você tiver interesse na área, acompanhe o nosso blog. Durante os próximos dois anos, faremos diversas postagens de temas e casos relacionados à área.

 

Dra Patrícia Moreira Melo

CRM/PI 3484, RQE 1483/3732



https://endocrinenews.endocrine.org/march-2015-why-endocrinology/

https://www.endocrino.org.br/areas-da-endocrinologia/

Valle, José Procópio do. (2002). Histórico da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia: Fundada em 1.9.1950. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia&Metabologia. 2002; 46(5), 582-92.

Medeiros-Neto, Geraldo. Breve história da Disciplina de Endocrinologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. RevMed (São Paulo). 2006 jul.-set.;85(3):114-8.

Por que fazer parte da SBEM?

   Fonte:  Pixabay   A Sociedade Brasileira de Endocrinologia, que adota a sigla SBEM, é uma associação civil fundada em 1950, sem fins lucr...